João Carlos Pinho

Três poemas do livro + um inédito

solo de casa vazia

grãos infinitesimais
poeira que escala o dorso do pé
tateando as camadas de frio

o branco azulejo da casa vazia
o corpo: uma pedra ricocheteando
na superfície do lago,
encena fantasias mais íntimas que
            a própria nudez-

a chuva, os reis da conveniência
fazem da sua espinha dorsal
uma robusta corda de contrabaixo
que vibra com o sussurro do vento;

tua pele mais sólida
e mais leve que um fantasma.



cinzas

a trama se aperta
pelo puro reforço do hábito
e a fuligem que escapa
na vertigem de qualquer propósito
baliza esses dias

condescendemos a tanto
e para tanto perceber
    depois

riscados todos os fósforos

a fumaça diante dos olhos



os dias são miragens

os dias são miragens
fechar e abrir torneiras
perseguir um rastro de poeira
com a vassoura velha

estender as mãos para agarrar
o foco a lâmina

a cama

cortar a carne
repartir o raciocínio

topar com a própria sombra
e a impossibilidade de ultrapassá-la

vigiar os próprios passos
subir pelas paredes

obcecar, esgotar

o sensacionalismo da reportagem
o gosto de lama

os dias são miragens
e o desejo

o desejo é uma vertigem.



Intervenção

16:45

as bandeiras estão secando no varal
é preciso ter cuidado
com a disposição de cor dos pregadores
para que não sirvam falsos indícios
ou deixem alguma dúvida

exige uma certa delicadeza
reivindicar a memória

nós, que acreditamos em nossas convicções
e fomos convencidos por nossas crenças

há poeira demais e circuitos instáveis
nos dutos de velhos prédios trancados

"Não podemos mais listar as coisas que perdemos com o fogo"
foi o último aviso
hasteado no meio da praça

de pé, hectares de soja
o rosto bronze de tiranos mortos
e a mesma recusa vinda dos vivos

a eles,
nossas mais sinceras bombas 

JOÃO CARLOS PINHO é poeta, estudante de literatura, carioca, torcedor do Flamengo, coleciona projetos não terminados e ideias pretensiosas. Talvez alguém esteja lendo isso agora é seu primeiro livro e, se tudo der certo, o último.

Ele também é o entrevistado desta edição. Leia aqui a entrevista na íntegra.