Um poema
Gabriela Machado

Lendo prazeres

Nem sei dizer se são os livros ou minha mente,
mas toda vez que os abro
e a concentração da leitura se põe a me fisgar,
sinto lá embaixo
nas partes mais privadas
uma agonia familiar
boa
feminina
gozadora
que me faz desconcentrar.

Bem se diz
(pelo menos já ouvi dizer)
que a inteligência é excitante

Não que eu o seja
(inteligente, é o que quero dizer)
mas o certo é que volta e meia,
quando a cabeça vai se aprimorando nos conteúdos
o corpo vai pedindo lugar
pedindo atenção
afago
tesão
seja meu ou de outros
sem recusas cogitar
e sensações censuradas devo lhe ofertar
que para o bem do teórico de meu arcabouço
nem pecam nem representam o bem
mas que me transportam para aquém
daquilo que já me faz bem.  

arte: Mão, Paula Toni


Gabriela Machado Silveira é professora, pesquisadora e feminista. Baiana de uma cidadezinha interiorana, é mestranda em Letras e vivencia o que pesquisa com a literatura produzida por mulheres, procurando expor em seus textos os anseios da mulher de sua época. 


Paula Toni. Formada em bacharelado de artes visuais pela USP, tem também formação em conservação de acervos e gestão cultural. Trabalha principalmente com pintura e gravura, utilizando imagens de referência cinematográfica.

Para ler outros textos desta edição

Edições anteriores