Vê Só

Quem você indicaRia?


O primeiro Vê Só de 2021 desafia os tempos e celebra a literatura com festa e muita música, como merecem os guerreiros que batalham nessa frente de combate. Que nosso apoio solidário sirva de inspiração para que todos nossos leitores também estendam suas mãos para que ninguém fique para trás.

Morgana Kretzmann indica:

EDITORA PATUÁ - BENFEITORIA E FESTA VIRTUAL

Meu VêSó é a divulgação de uma benfeitoria e puta festa virtual, com muita música e literatura, os 10 anos da amada Editora Patuá.

A editora já publicou mais de mil título, já recebeu inúmeros prêmios, já foi indicada para outros tantos, mas, como muitas outras, em função da pandemia, está correndo o risco de fechar as portas da sua livraria e casa cultural, a Patuscada.

Então eles criaram essa campanha aqui super bacana, com recompensas incríveis pra quem quiser e puder colaborar.

Participe da festa. Participe da campanha.

https://benfeitoria.com/patua 

Marcos Benuthe indica:

A sessão de Vinis que está chegando na Ria Livraria, com clássicos da música global.

Curadoria de Vinilson, o "garimpeiro incansavel" e Bina, "grande músico brasileiro"

A Ria Livraria vem aí, gente!

Ian Uviedo indica:

Nesta edição músico-literária, quero indicar o disco Money Jungle, da suprema tríade Duke Ellington, Charles Mingus e Max Roach. Dessas conjunções improvisadas e enfumadas que embalaram a tinta das ollivettis de muitos autores do século passado. Do realismo-fantástico latino-americano ao movimento beat, passando pelo dub poetry jamaicano e tantos outros movimentos. Fran Lebowitz, que conheceu Mingus, relatou recentemente que a única pessoa que ele respeitava era Duke Ellington, seu mestre acima de qualquer suspeita. Esse respeito, as raízes dessa relação entre mestre e aprendiz, estão expostas no diálogo ora terno ora tortuoso do contrabaixo de Basie com o piano de Ellington, tudo perfeitamente pontuado pelos ritmos de Roach. Para escutar com atenção, quem sabe de olhos fechados, quem sabe lendo um livro. 

Jarbas Galhardo indica:

Balada Literária Mês a Mês! O novo formato, que se soma às já consagradas edições anuais, será lançado dia 30 de janeiro, no canal do Youtube da Balada, e contará com gravações de aulas especiais, na Sala Paulo Freire (que este ano completaria 100 anos de idade), shows, bate-papos e a valorização de materiais que formam a Memória da Balada Literária, em vídeos, fotos e áudios inesquecíveis. Ao longo de todo o ano, serão oferecidos também cursos e oficinas literárias. No lançamento, a partir das 17h, a Sala Paulo Freire recebe Ana Mae Barbosa, o bate-papo será entre os poetas Nelson Maca (curador da Balada Literária/Salvador) e Sergio Vaz (criador do Sarau da Cooperifa) e o resgate da Memória será musical, com a reprise do show de Cátia de França, que fez no encerramento da Balada 2020 um passeio lítero-geográfico-afetivo por belíssimas canções interpretadas a voz e violão inconfundíveis. Acompanhe a programação da Balada Literária Mês a Mês no site e nas redes sociais: www.baladaliteraria.com.br e https://www.instagram.com/baladaliteraria/