A RevistaRia
A revista virtual da Ria Livraria

Editorial

Direção Geral:  Marcos Benuthe

Direção Executiva: Morgana Kretzmann

Coordenação Editorial: Morgana Kretzmann e Ian Uviedo

Produção e diagramação: Jarbas S. Galhardo 

megalópoles - cidades & literatura

Não é de hoje que a literatura se entende com os grandes centros urbanos. Há algo nas luzes, no anonimato da multidão, no ritmo acelerado, na trilha infinita de janelas, nas paisagens mutiladas, que recende imediatamente a solidão, a melancolia, e a outros sentimentos muito próximos do ofício literário. Os exemplos de romances que se passam em grandes cidades, e de alguma forma as retratam, a partir do posicionamento de cada narrador/artista nessas cidades, são incontáveis. Não cabem num apartamento, num barraco.

Por causa da pandemia, as cidades ganham novos contornos; quedam mais trágicas, inacessíveis, se resumem a mera passagem ou parque de irresponsabilidades. Para ver, basta ler qualquer portal de notícias. Basta abrir os olhos. A ideia aqui é outra.

A quinta edição da REVISTARIA surge para integrar o mural de excelentes artistas que vêm participando de nossa revista desde o primeiro número. Digamos que cada edição é um bairro, uma rua, mas que o conjunto é uma espécie de cidade virtual, onde todos convivem harmoniosamente. Uma cidade pequena, é verdade, mas em franca expansão. E agora, mirando megalópoles.

A viagem desta edição cumpre interessantes itinerários. A paisagem se altera diversas vezes nas janelas dos olhos. Aqui tem textos vindos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belém, Minas Gerais e outros cantos. Cada um deles, um registro original e uma tentativa de compreensão destes curiosos centros nervosos de urbanidade. Uma reação.

Aqui habitam poemas, entrevistas, vídeo-poemas, crônicas, ensaios e artes plásticas, que chamam o leitor para um passeio. Um passeio que pode ser à beira da orla, com o sol batendo, e o vento iluminando tudo; um passeio que pode ser à noite, guiado por luzes e incertezas, no passo firme da esperança no amanhecer; um passeio sem dúvidas labiríntico, é o que os artistas desta edição propõem, que o leitor enverede por ruas desconhecidas e se deixe levar pelo movimento, descobrindo quantas cidades existem dentro de uma cidade e quantas revistas existem dentro de uma revista. Tudo depende do caminho que você escolhe. A alegria, o amanhecer, a mudança - podem estar ali na esquina. Basta dar o primeiro passo. Vamos?