Vê só
Quem você indicaRia?

Cada um dos responsáveis pela RevistaRia indica nesta coluna as obras, artistas, ou personalidades que tem nos inquietado, como uma forma de sugerir aos nossos leitores um diálogo sobre aquilo que gostamos de ver, fazendo-nos sentir menos sós.


Morgana Kretzmann indica:

Meu Vê Só deste mês é este livro poderoso do escritor, editor e professor, Lucas Verzola. Um livro de contos com histórias que nos levam a crueza do mundo, de forma objetiva, sem sentimentalismos, sem rodeios, com uma narrativa muito bem construída, que só a mão de um grande escritor conseguiria fazer. E ele fez.

Aqui um pequeno trecho:

"Vanessa olha com raiva para o reflexo de Pedro no espelho. Olha com raiva para a navalha na pia. Olha com raiva para o pescoço de Pedro. É tão óbvio: lâmina e corpo foram feitos um para o outro. E resolve não pensar muito para não mudar de ideia. Dois, três passos."

O livro é da ótima Editora Reformatório.
Quer comprar?
https://editorareformatorio.minhalojanouol.com.br/produto/210874/a-ultima-cabra

Marcos Benuthe indica:

Daytriper - HQ de Fábio Mion e Gabriel Ba

Obra prima dos ganhadores dos prêmios Eisner e Jabuti

A história de Brás de Oliva Domingos, filho de um consagrado escritor brasileiro. Ele passa os dias escrevendo obituários e as noites sonhando se tornar um escritor de sucesso, escreve o fim da história de outras pessoas enquanto a sua está começando.

Cada dia na vida de Brás é como uma página em branco. A descoberta da vida e do amor, uma história de magia e mistério, magistralmente escrita e desenhada pelos expoentes da arte brasileira, reconhecidos mundialmente.

Clássico e imperdível. 

Ian Uviedo indica:

Minha indicação para o VêSó da quinta edição da RevistaRia é o trabalho da jovem pintora Paula Toni. O trabalho de Toni contorna aspectos do cotidiano, através do olhar, da incidência da luz e da escolha minuciosa de situações e cenas a serem retratadas, que me interessam imensamente, e que creio cada dia mais valiosos no que se trata manter o olhar sempre vivo e selvagem. O objeto de seu estudo é a melancolia, o singelo, o nada, ou seja, os alicerces que sustentam a experiência humana contemporânea (e moderna). Edward Hopper, Wanda Pimentel, Luchita Hurtado - e tantos artistas, às vezes até difíceis de mapear, tamanha a originalidade do trabalho de Toni - fundidos e transformados pelo olhar de uma artista jovem que tem tudo para expressar o nosso mundo como ninguém, mesmo que seja um mundo só seu, assinalado pela singularidade de seu estilo, refletido nas cenas que vemos em nossos dias, e que tantas vezes ignoramos, e que só mesmo uma artista para revelá-los em sua beleza e dor - bem na nossa frente.

Para conhecer mais sobre Paula Toni, https://www.instagram.com/paulatoni/

Jarbas Galhardo indica:

Meu Vê Só desta edição é mais uma oportunidade do que uma revelação. É
que de 3 a 7 de setembro de 2020, foi transmitida a XV Balada Literária, em sua primeira versão online, o que significa que, apesar de ter data para acontecer, seu conteúdo permanecerá disponível em seu site, www.baladaliteraria.com.br. E na programação, aí sim, você poderá encontrar a revelação de novos artistas, como Natasha Félix (literatura), Maria Pérola (música) ou Camila Moraes (cinema) e também relembrar ou conhecer talentos de quem os trabalhos nunca envelhecem, como a homenageada deste ano, a poeta Geni Guimarães. Em 2020, a Balada Literária simbolicamente dá um abraço solidário nas artes em geral e estão programados, além dos imperdíveis bate-papos entre escritores, shows musicais e exibição de filmes nacionais e urgentes, alguns produzidos com exclusividade para a XV Balada Literária. Enquanto você curte o #5 de nossa RevistaRia, aproveite para conferir toda a programação da Balada Literária 2020 e sinta-se abraçado por todos nós!

Leia também

Entrevistas